sexta-feira, 6 de abril de 2012

Uma viagem pelo Castelo Sant’Angelo - Roma


Um dos mais belos edíficios que margeiam o rio Tibre, em Roma.

Famoso também pelo romance Anjos e Demônios, de Dan Brown, mesmo autor de código da Vinci, é um lugar que reflete a história de Roma. De mausoléu a residência papal, suas diferentes funções espelham as mudanças que a cidade passou ao longo dos séculos.

O castelo localiza-se à margem direita do rio Tibre, diante da ponte Sant'Angelo, a pouca distância do Vaticano.

Seu nome atual data de 590 e se deve a visão que o Papa Gregório afirmou ter tido do Arcanjo Miguel, brandindo sua espada e anunciando o fim da grande epidemia de pestes que assolava Roma. Para celebrar essa aparição, uma gigantesca estátua do anjo foi colocada no alto do Palácio.

O que é imperdível?

Um passeio pelo seu interior representa uma viagem no tempo, mesmo numa cidade histórica como Roma.

A vista do terraço é algo espetacular e visão do Castelo à noite, iluminado, é realmente simplesmente imperdível.
Castelo Sant'Angelo à noite
Ponte Sant'Angelo
Vista do terraço do Castelo
Vista do terraço do Castelo
Vista do terraço do Castelo
 
Um pouco de história

Mausoléu
O Castelo Sant’Angelo foi construído pelo Imperador Adriano, em 139 d.C., para ser um mausoléu, um sepulcro, para o Imperador e sua família. O Imperador Adriano, sua esposa Sabina e o imperador Sétimo Severo estão enterrados aqui.

Réplica do Mausoléu de Adriano (fonte: site oficial do Castelo)

Fortaleza
O Imperador Aureliano decidiu cercar a cidade de Roma com uma muralha de aproximadamente 18 km de extensão, para proteger Roma dos ataques das tropas germânicas. E incorporou o Castelo Sant’Angelo como parte dessa muralha, aproveitando para fortalezar o seu entorno.
Em 403, a fortificação em torno do Castelo foi ampliada pelo Imperador Honorius, tornando-o o lugar mais seguro e protegido de Roma. Assim, assumiu com louvor seu novo papel e serviu de fortaleza durante muitas guerrilhas e conflitos pelos quais passou Roma durante séculos.
O Castelo como Fortaleza (fonte: site oficial do Castelo)

Propriedade Papal
Nicholas III tornou o Castelo Sant’Angelo propriedade do Papa durante seu império, construindo um corredor que liga o Palácio do Vaticano ao Castelo. Por volta de 1500, Nicholas V reformou o corredor , deixando ainda mais seguro.

O Saque de Roma
Em 06 de maio de 1527, o exército de Charles V da Alemanha, invadiu Roma. O Papa, para se proteger, se escondeu do Castel Sant’Angelo e foi mantido prisioneiro lá por quase seis meses.
Durante o combate, morreram mais de 4.000 pessoas, entre habitantes de Roma e soldados.

Hoje
Hoje o Castelo Sant’Angelo é um museu, aberto a visitação de terça a domingo, das 9 as 19:30 horas.
Lungotevere Castello, 50 - 00186 - Roma
 
Restaurante próximo

Velando, Borgo Vittorio, 26.

Almoçamos ali, enquanto esperamos nosso horário para o museu do Vaticano, bilhetes comprados pela internet. Restaurante pequeno e atendimento muito especial, com pratos modernos e diferentes, como o belo risoto com morangos silvestres que eu experimentei. Não está entre os mais baratos, mas longe de ser o mais caro (pelo que me lembro os pratos estavam entre 15 e 30 euros), e vale a pena pela atmosfera, qualidade da comida e excelentes vinhos.

3 comentários:

  1. Oi,Adriana. Tudo bem?

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem ;)

    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia

    ResponderExcluir
  2. Otima dica Dri, vamos ficar a apenas 2km do Castelo. Quro ir ver de dia e a noite , depois conto aqui.
    Bjs Pat

    ResponderExcluir
  3. Dri simplesmente maravilhoso o Castelo Sant´Angelo. Lindo como tudo em Roma.

    Bjs. filha

    ResponderExcluir